.posts recentes

. NATAL DE MENINO LUZ

. NATAL MISERICÓRDIA

. O HOMEM e a NATUREZA

. HOMEM PEREGRINO

. (D)O ventre da Mãe ao Amo...

. À PROCURA DE… ECCE HOMO (...

. ...

. EM NOME DE…

. ECO...da/na Vida

. Do Natal, sal e luz

.arquivos

. Dezembro 2016

. Dezembro 2015

. Julho 2015

. Dezembro 2014

. Setembro 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Abril 2013

. Dezembro 2012

. Agosto 2012

. Março 2012

. Janeiro 2012

. Novembro 2011

. Dezembro 2010

. Maio 2009

. Abril 2008

. Outubro 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Fevereiro 2007

. Abril 2006

Sábado, 31 de Março de 2012

coutada nossa

COUTADA NOSSA

Coutada nosso berço natal
terra de raízes e tantos frutos.
Coutada nossa casa sem igual
desde o rio ao penedo fusco.

Coutada rica de festas e belos ritos
pelo natal, entrudo e na páscoa.
Suas vozes soam nas janeiras frias
e na encomendação das almas.

Coutada minha e tua sempre nossa
De saudade e vida é sua História
na memória egrégia dos nossos.

Coutada nosso berço único
a que a vida nos traz de volta
'inda que peregrinos até aos ossos.

(Proença-a-Nova, 31 de Março de 2012
Bernardo Couto)

publicado por AlfBernardo Couto às 00:43
link do post | comentar | favorito
|
Domingo, 25 de Março de 2012

Páscoa da Ressurreição

PÁSCOA
Páscoa da Ressurreição
Da Vida sempre renovada.
Páscoa da libertação
Dia diferente na caminhada
desta peregrinação terrena.
Páscoa de Jesus-Cordeiro
No Gólgota imolado.
Páscoa de Cristo-Rei
Pelo povo crucificado.
Páscoa de Cristo Redentor.
Páscoa da Ressurreição
Humanidade redimida!
Páscoa da Libertação
do povo no mal oprimido.
Páscoa de Novo Mundo!

(23-04-2011, PªNova, Bernardo Couto)

publicado por AlfBernardo Couto às 03:55
link do post | comentar | favorito
|

sai o velho, entra o novo

Sai o velho, entra o novo, no seu tempo!

por Bernardo Serra a Sexta-feira, 31 de Dezembro de 2010 às 20:02 ·

 

 

Sai o velho, entra o novo em rebuliço

Sai o velho realizado em frustração.

Entra o novo em mar d'aspirações, iludido.

 

Vai-se o velho, vem o novo, pois então!

 

Sai o velho caduco, entra o novo com viço.

Sai o velho decadente, esgotado (n)o tempo.

Entra o novo folgazão para cumprir serviço.

Vai-se o velho, vem o novo, no seu tempo.

 

Sai o velho, entra o novo, outro ano.

Entra o novo todo esperança e alegria.

Sai o velho trelido, sem remendo o pano.

Vai-se o velho, vem o novo. É a roda da vida!

 

Sai o velho, entra o novo para alento.

Renovam-se votos e sentimentos,

Juras, promessas para todo o sempre.

Entra o novo, sai o velho, no seu tempo.

publicado por AlfBernardo Couto às 03:40
link do post | comentar | favorito
|
Sábado, 24 de Março de 2012

POESIA COM PÊ DE PAI

POESIA COM PÊ DE PAI

Poesia tem pê de Pai
e do pão que ele nos dá.
Tem por igual no verso a rima
do parto que nos dá vida.

Tem a poesia da paz o pê
em voo ligeiro de pena.
E tem no pê de cada dia
o parto que nos deu vida.

Unidos poesia e pai
sentimos em noś o calor
do amor que nos afaga

do pai bom porto d'abrigo
das águas sal feito de dor.
Pê de Pai nosso carinho!

(Bernardo Couto - PªNova, 19Março2012)

publicado por AlfBernardo Couto às 00:37
link do post | comentar | favorito
|

Primavera d'esperança

Primavera d'esperança

Lá vem ela, a primavera!
Vem bela de mui florida
nas mimosas amarelas,
rosas, cravos e tulipas,
giestas e rosmaninhos!

Já chegou a primavera
moça folgazona e fresca
nos verdes campos a florir
e as crianças a correr
de pedra em pedra o arroio!

Céu azul d'estrelas e luar
é a primavera amena.
Vai-se o frio d'enregelar
vem o calor que nos queima.
Desnudam-se já os corpos.

Vai-se o inverno de velho,
chega alegre a primavera!
Esvoaçam aves nos céus
do mar ao monte em chilreios.
Renasce a vida esperança!

(Bernardo Couto, PªNova,20 Março 2012)

publicado por AlfBernardo Couto às 00:34
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Dezembro 2016

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31
blogs SAPO

.subscrever feeds