.posts recentes

. SOMOS MODERNOS

. GÉNESIS - A natureza do s...

. No rescaldo do Verão

. Perigosa abstenção

. MISSÃO FAMÍLIA: F.E. – Fo...

. A Vida é fogo que arde… I...

. A Infância da Vida

. NATAL EM MIM

. É o NATAL do Menino Jesus

. NATAL de Belém ao Céu

.arquivos

. Maio 2018

. Dezembro 2016

. Dezembro 2015

. Julho 2015

. Dezembro 2014

. Setembro 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Abril 2013

. Dezembro 2012

. Agosto 2012

. Março 2012

. Janeiro 2012

. Novembro 2011

. Dezembro 2010

. Maio 2009

. Abril 2008

. Outubro 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Fevereiro 2007

. Abril 2006

Sábado, 31 de Março de 2012

coutada nossa

COUTADA NOSSA

Coutada nosso berço natal
terra de raízes e tantos frutos.
Coutada nossa casa sem igual
desde o rio ao penedo fusco.

Coutada rica de festas e belos ritos
pelo natal, entrudo e na páscoa.
Suas vozes soam nas janeiras frias
e na encomendação das almas.

Coutada minha e tua sempre nossa
De saudade e vida é sua História
na memória egrégia dos nossos.

Coutada nosso berço único
a que a vida nos traz de volta
'inda que peregrinos até aos ossos.

(Proença-a-Nova, 31 de Março de 2012
Bernardo Couto)

publicado por AlfBernardo Couto às 00:43
link do post | comentar | favorito
Domingo, 25 de Março de 2012

Páscoa da Ressurreição

PÁSCOA
Páscoa da Ressurreição
Da Vida sempre renovada.
Páscoa da libertação
Dia diferente na caminhada
desta peregrinação terrena.
Páscoa de Jesus-Cordeiro
No Gólgota imolado.
Páscoa de Cristo-Rei
Pelo povo crucificado.
Páscoa de Cristo Redentor.
Páscoa da Ressurreição
Humanidade redimida!
Páscoa da Libertação
do povo no mal oprimido.
Páscoa de Novo Mundo!

(23-04-2011, PªNova, Bernardo Couto)

publicado por AlfBernardo Couto às 03:55
link do post | comentar | favorito

sai o velho, entra o novo

Sai o velho, entra o novo, no seu tempo!

por Bernardo Serra a Sexta-feira, 31 de Dezembro de 2010 às 20:02 ·

 

 

Sai o velho, entra o novo em rebuliço

Sai o velho realizado em frustração.

Entra o novo em mar d'aspirações, iludido.

 

Vai-se o velho, vem o novo, pois então!

 

Sai o velho caduco, entra o novo com viço.

Sai o velho decadente, esgotado (n)o tempo.

Entra o novo folgazão para cumprir serviço.

Vai-se o velho, vem o novo, no seu tempo.

 

Sai o velho, entra o novo, outro ano.

Entra o novo todo esperança e alegria.

Sai o velho trelido, sem remendo o pano.

Vai-se o velho, vem o novo. É a roda da vida!

 

Sai o velho, entra o novo para alento.

Renovam-se votos e sentimentos,

Juras, promessas para todo o sempre.

Entra o novo, sai o velho, no seu tempo.

publicado por AlfBernardo Couto às 03:40
link do post | comentar | favorito
Sábado, 24 de Março de 2012

POESIA COM PÊ DE PAI

POESIA COM PÊ DE PAI

Poesia tem pê de Pai
e do pão que ele nos dá.
Tem por igual no verso a rima
do parto que nos dá vida.

Tem a poesia da paz o pê
em voo ligeiro de pena.
E tem no pê de cada dia
o parto que nos deu vida.

Unidos poesia e pai
sentimos em noś o calor
do amor que nos afaga

do pai bom porto d'abrigo
das águas sal feito de dor.
Pê de Pai nosso carinho!

(Bernardo Couto - PªNova, 19Março2012)

publicado por AlfBernardo Couto às 00:37
link do post | comentar | favorito

Primavera d'esperança

Primavera d'esperança

Lá vem ela, a primavera!
Vem bela de mui florida
nas mimosas amarelas,
rosas, cravos e tulipas,
giestas e rosmaninhos!

Já chegou a primavera
moça folgazona e fresca
nos verdes campos a florir
e as crianças a correr
de pedra em pedra o arroio!

Céu azul d'estrelas e luar
é a primavera amena.
Vai-se o frio d'enregelar
vem o calor que nos queima.
Desnudam-se já os corpos.

Vai-se o inverno de velho,
chega alegre a primavera!
Esvoaçam aves nos céus
do mar ao monte em chilreios.
Renasce a vida esperança!

(Bernardo Couto, PªNova,20 Março 2012)

publicado por AlfBernardo Couto às 00:34
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Maio 2018

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
18
19
20
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31
blogs SAPO

.subscrever feeds