.posts recentes

. SOMOS MODERNOS

. GÉNESIS - A natureza do s...

. No rescaldo do Verão

. Perigosa abstenção

. MISSÃO FAMÍLIA: F.E. – Fo...

. A Vida é fogo que arde… I...

. A Infância da Vida

. NATAL EM MIM

. É o NATAL do Menino Jesus

. NATAL de Belém ao Céu

.arquivos

. Maio 2018

. Dezembro 2016

. Dezembro 2015

. Julho 2015

. Dezembro 2014

. Setembro 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Abril 2013

. Dezembro 2012

. Agosto 2012

. Março 2012

. Janeiro 2012

. Novembro 2011

. Dezembro 2010

. Maio 2009

. Abril 2008

. Outubro 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Fevereiro 2007

. Abril 2006

Segunda-feira, 21 de Maio de 2018

É o NATAL do Menino Jesus

CRÓNICAS DA CONDIÇÃO HUMANA - CXIV

É o NATAL do Menino Jesus

Alfredo Bernardo Serra

 É da condição humana celebrar grandes acontecimentos, assinalar dias com especial significado na vida própria e dos outros. Festejar o dia de aniversário é prática comum relativa ao nascimento duma pessoa e até mesmo à criação duma instituição.

É também nesta condição de aniversário que anualmente a Igreja Cristã celebra o nascimento de Jesus, o Menino nascido da Virgem Maria por acção do Espírito Santo.

No baú geracional das minhas memórias de Infância guardo a emoção dos presentes que o Menino Jesus trazia durante a noite, depois da missa do galo (por volta da meia-noite). E retenho também com saudade os postais de Boas-Festas que nas duas semanas antes do Natal eram trocados entre familiares e amigos/colegas de escola mais próximos.

Entretanto, a bondade do Menino Jesus foi sendo substituída pela bonomia e voz troante da figura do Pai Natal. O sentido religioso e a dimensão espiritual da vivência do Natal deram lugar em grande escala ao materialismo visível nas muitas compras-presentes de Natal, pasme-se, mesmo por aqueles que negam Jesus Cristo Filho de Deus, se afirmam agnósticos ou vivem num absoluto ateísmo materialista, (afinal o Menino-Deus nasceu feito homem para ser o Salvador de toda a humanidade).

É tempo de ensinar às crianças que o Pai Natal é só uma réplica do bondoso bispo São Nicolau de Mira (ou de Bari) (séc. IV d.C.) – nascido por volta do ano 270 d.C, na Turquia.

O Bispo Nicolau era muito amigo das crianças pobres e ajudava as famílias necessitadas, a quem tratava de fazer chegar sacos de comida e roupa. É tempo de dizer às crianças que esta figura do Pai Natal vestido de vermelho e branco é uma criação recente adoptada pela Coca-Cola (EUA) em imagem publicitária da marca, em meados do século XX. Outra versão mais conforme com a história diz-nos que «Nicolau costumava ajudar, anonimamente, quem estivesse em dificuldades financeiras. Colocava o saco com moedas de ouro a ser ofertado na chaminé das casas. Foi declarado santo depois que muitos milagres lhe foram atribuídos. Sua transformação em símbolo natalino aconteceu na Alemanha e daí correu o mundo inteiro. (…) Enquanto São Nicolau era originalmente retratado com trajes de bispo, atualmente o Pai Natal é geralmente retratado como um homem rechonchudo, alegre e de barba branca trajando um casaco vermelho com gola e punho de manga brancos, calças vermelhas de bainha branca, e cinto e botas de couro preto. Essa imagem se tornou popular nos EUA e Canadá no século XX devido à influência da Coca-Cola, que na época lançou um comercial do bom velhinho com as vestes vermelhas» [https://pt.wikipedia.org/wiki/Papai_Noel]

É tempo de dizer com coragem e clareza que o Natal é a festa em que se faz memória do nascimento do Menino Jesus num estábulo (presépio) em Belém, na Judeia.

Feliz Natal 2017! Natal de Jesus que abre as portas do Amor e da Paz ao mundo!

Proença-a-Nova, 11 de Dezembro de 2017

publicado por AlfBernardo Couto às 11:26
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Maio 2018

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
18
19
20
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31
blogs SAPO

.subscrever feeds